sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

"Constrangida Confidência Íntima" (Sannio)

 


É fácil ser triste
Quando o seu time disputa a série B
É fácil ser melancólico quando não se tem mais prazer em riscar os carros ou andar com os punks 
Agora encontro conforto nos pingos d'água que caem do chuveiro e não no ato desatado de sequer tomar um banho
É fácil ser bisonho 
Quando a consciência distorcida
Me leva de encontro as amantes anteriores
E a preguiça não permite buscar por novos relacionamentos
É fácil ter desesperança 
Quando retorno aos mesmos empregos e serviços metódicos 
É fácil aceitar o mesmo ideal cristão 
Por ter medo do fim, por escolher acreditar em uma redenção 
Apesar dos vícios e manias irritantes e poder vislumbrar o alívio 
de um perdão fraterno
É fácil esquecer as aspirações iniciais e conformar-me com a trilha penumbra dos futuros passos
É fácil desculpar os tratamentos passados tendo em vista os próprios defeitos e instabilidades 
É difícil ser pequeno
No meio de tanta mediocridade
É tão fácil ser triste
Posto que a felicidade
É só um instante indivisível 
Sem ao menos ser percebido
Quando chega ou quando parte
É fácil por um ponto final
Quando canso das repetições 
É difícil renascer 
Sendo parido pelas mesmas mãos 

Nenhum comentário: