terça-feira, 5 de janeiro de 2010

"NÃO!" (Sannio)


Nem seus seios eram tão rígidos quanto eu pensara... Nem minha ereção tão consistente!...

E havia aquele "rock balad" estúpido, enpesteando o ambiente!

Não há desculpa para uma boa falha! Mas não há uma boa falha sem uma boa desculpa!...

Relato resumido, cuspido e despretensioso de minha terceira (e sinceramente espero que seja a última) brochada!

O que dizer da angústia escrotal ao ver seu mais honesto amigo sucumbir em pleno "front"!

Eu quase pude ouvir um "banzai" quando notei seu "pescoço" pesar lentamente...

Como um zumbi de filme B, meu dileto bráulio (Mr.Albert) ressuscitou em outra noite de orgia pagã! Mas não naquela mesma noite! Não naquela!... Não!!!

3 comentários:

Agentes da L.O.U.C.A disse...

Pois é Sannio eu não tenho aquele charme, aquele glamour de segurar um cigarro na mesa de bar com ares de poeta melancólico que deixa as garotas com as vaginas úmidas, porém, e como tu dizes, sempre há um PORÉM, deixo nas entrelinhas a conclusão do raciocício ...

Mas a crônica tá genial!

Tommy WineBeer.

acc disse...

Tive uma nomoradinha que muitos anos depois, quando nos encontramos, me mostrou coisas que escrevi e desenhei pra ela. Na hora lembrei de você! Putz!
Além do traço, deixei a letra!
Deusa te abençoe!

paul.eric disse...

E as pessoas continuam se comovendo com a história do "pobre".Meu alter-ego agradece o apoio!Mas prefere esquecer o fato e se concentrar em outras coisas atualmente!...

DEUS SALVE O HAITI!