segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

SOSSEGO (Sannio)


Lembro de um tempo que eu já fui feliz!

De lugares, que tornaram-se pó

E de pessoas que fluíram em água!

Ondas de melancolia afogaram o tempo

Mas resistiu ainda em mim, malfadada esperança

Como areia, senti escorrer de minhas mãos tantas vezes felicidade

E naqueles olhos de nublado claro

Senti perder a alma

E como vento que chicoteia as pedras da praia

Me viu somente

Como força elemental

Poderosa, orgulhosa

E invisível!

3 comentários:

Agentes da L.O.U.C.A disse...

Esse tá de cortar de pulsos hein? Dentro daquela ideia do Hell de amalgamar texto e canção esse ia bem com a canção tempestade até... Bonito mesmo!Se eu fosse uma garotinha sexy gostaria de saber quem é o autor desses versos pra pagar uma Polar no BELL´S ou no VILA pra ele! Uma Polar de 600 mls. à 5 pila ou mais!
Tommy Wine Beer.

Agentes da L.O.U.C.A disse...

se bem que tem um DESFECHO DE ESPERANÇA!
TOMMY.

paul.eric disse...

De cortar os pulsos com bolacha Maria!...