quarta-feira, 1 de junho de 2011

“... E CUIDEM DAS CRIANÇAS!” (TOMMY WINE BEER)








Confesso estar muito DESCONFORTÁVEL nessa condição de PROTAGONISTA da L.O.U.C.A. Pensei até em colocar cartazes com o dizer WANTED e a foto do Hell pela Cidade Baixa. Tenho apelado ao Screeth, ele me garante que vai enviar a coluna sempre que tá de pileque, mas fica só no papo. Além de rezar para Jim Morrison e Charles Schulz (Snoopy) pelo eterno retorno do anti-Nietzsche Sannio Carta!
Desculpem o desabafo preambular, e vamos ao que interessa: Na real, o que eu quero dizer é que apesar de gostar muito de crianças tenho uma TEORIA: as crianças deviam nascer com CINCO ANOS (embora eu tenha de acolher o argumento screethiano, que rebate minha tese: o parto seria muito doloroso).
Mas como é difícil cuidar uma criança pequena! Elas caem o tempo todo e enfiam qualquer coisa na boca! E NÃO falam o que estão sentindo ou querendo! É uma angústia terrível pra mim! E é quase impossível convencê-las de algo. Quase tão difícil quanto convencer o Tuca de que ele tem tarefas defensivas e que deve passar a bola nas partidas de futebol.
Domingo passado fomos jogar bola na Zona Sul, (era o nosso time em campo: o nada temido LIVERPOLAR, esquete formado por craques na arte de beber cerveja) e a Preta levou sua sobrinha Lala, popular Lala Duendina, tem algo entre um ou dois anos, mais ou menos.


E a Lala FERVEU a tarde inteira! Primeiro, queria beber a nossa cerveja jamaicana. Decerto pensou ser água de Jamaica, a bebida predileta dos duendes! Depois, ela queria PITAR. Juntou uma bagana suja do chão e quase enfiou na boca. Essa é uma Oliveira PURO SANGUE, por certo argumentaria certa piadista non sense.
Falando sério, como é difícil vigiar uma criança pequena cara! Cheguei pensar em alvejá-la com dardos tranquilizantes. Brincadeira CLARO. Em criança só se bate com a marreta biônica do Chapolin Colorado (medroso, pateta... claro só podia ser colorado!)! Aquelas de mentirinha, de plástico que nem dói nada!
Agora essa coluna me deu um gancho pra falar de algo mais SÉRIO ainda: violência contra CRIANÇA. E não tem argumento mais fajuto sob o viés jurídico (sem nem cogitar o ético porra!) do que aquele do maldito senso comum: "é meu filho, educo como eu quiser, ninguém deve se meter". Bobagem oceânica! Nossa lei mais importante, a Constituição Federal de 1988, informa em seu artigo 227 ser TAMBÉM da SOCIEDADE o dever de assegurar à criança, COM ABSOLUTA PRIORIDADE o direito à vida, dignidade, respeito... além de colocá-los a salvo de toda a forma de violência, crueldade e opressão. Então, façam o favor: cuidem das crianças!

4 comentários:

Anônimo disse...

Vi o tal "Carta".Ouvia "The Scientist" do Coldplay.
Haverá esperança???

In.

Anônimo disse...

Sim, CLARO que SIM!: Vi ontem mesmo um urubu pintado de azul comendo alface e ouvindo Leonard Cohen! e tENHO testemunhas, um bando de outros lunáticos também viu, basta desligar o computador e o vibrador elétrico!

Ass.:Tommy Wine Beer.

Alexandre Viegas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre Viegas disse...

?Massa!