sexta-feira, 19 de março de 2010

"TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA", por SANNIO


Créditos:
Seleção de Imagem para texto de In.Sannio "Toda Nudez Será Castigada" de Tommy Wine Beer.

________________________________________________________________________________________________________________


_ Que bonito né Neco? - me interrogou brevemente, com um sarcasmo não habitual, Dona Mary. Não que Dona Mary não fosse sarcástica. Não! Não! Não!...Longe disso! O fato da digníssima senhorita citada, ser a minha garota (eu sei soa arcaico...), já comprova o seu excelente senso de humor!
_ Oi Mary! - respondi com maior a cara-de-pau. Esta sim, habitualíssima.
Enquanto isso disfarçadamente me afastava um pouco da menina (sim, a velha figura de linguagem) que se sentara ao meu lado. Isso antes de Dona Mary chegar...
_ Te procurei a tarde inteira. E tu aqui! - esbravejou com um tom de voz não muito alto. Dona Mary tinha esse dom de parecer querer te matar. E mesmo assim, falar com uma voz tão mansa quanto um monge tibetano. Infelizmente, não poderei explicar exatamente o que Dona Mary quis dizer com aquilo. Eu só posso dizer que pudesse eu ler seus pensamentos naquela hora. Metade deles seriam impronunciáveis.
Calmamente (eu fico muito calmo quando estou nervoso [???]) levantei-me e arrastei-a dali. Prometi-lhe um sorvete de chocolate .Eu sempre oferecia sorvete de chocolate quando a gente discutia. Achava generosidade. Ao menos um dos dois chegaria a algo próximo do orgasmo!
_ Você é um sem vergonha mesmo... -Bem que minha mãe me avisou... Você não passa de um vagabundo! - esbravejou a pequena.
_ Epa ...! - como acordando de um sonho em meio a uma suruba envolvendo só gente feia, repliquei:
_ Não me fale da senhora sua mãe (estou tentando poupá-los do que eu realmente disse!).
_ Eu ao menos não fico o dia inteiro escorado na janela! Ela já deve ter calos nos cotovelos de tanto tempo que fica lá!... - disse.
Sua resposta também foi áspera. Mas acabamos ficando de bem, depois do também habitual dramalhão mexicano. E do "insaboreável" (pasmem, mas eu não gosto de sorvete), Dona Mary sempre se acalmava depois do tal sorvete de chocolate. E eu às vezes conseguia até uma transa com isso. Ah, e quanto à "menina" que estava no banco comigo? Nós estávamos de "sem-vergonhice" mesmo!




___

2 comentários:

Agentes da L.O.U.C.A disse...

Bah o meu agora minhas seleções de imagem vão levar crédito eu mereço... tô me puxando!

E Menina é eufemismo de quenga né?
Gostei mesmo foi daquela frase do sorvete e o semi-orgasmo.

Ficou MAAAAASA o texto! E este personagem CANALHA fechou com a homenagem ao anjo pornô.

Falou Sannio Bukowski Rodrigues hehehe...

Ass.: Tommy Wine Beer

paul.eric disse...

Merecidíssimo os créditos,caro amigo! :)

Ps:Minhas "meninas",não são quengas,são apenas anjos,que queimaram suas asas,com o meu hálito quente! ;p